O que fazer em Toronto? Dicas de viagem

A nossa seguidora Valéria Schneidr (@valeriaschneidr) continua com o seu relato da viagem dela pelo Canadá. O relato de hoje é sobre Toronto, a maior cidade do Canadá.

Para ler os posts anteriores do relato da viagem clique nos links abaixo:

Relato de Viagem: Canadá 

Relato de Viagem: Niagara Falls

O que fazer em Toronto? Dicas de viagem

Toronto é a maior cidade do Canadá. Nossas primeiras impressões não poderiam ser melhores. Grande, moderna e organizada. Toronto é aquele tipo de lugar que você facilmente se imagina vivendo ali.

A CN Tower é o ponto turístico mais visitado da cidade, a torre tem 553 metros de altura e foi a estrutura mais alta do mundo de 1976 a 2010.

O valor para subir a torre é de C$ 58,00 adulto e C$ 37,00 criança. Compramos os tickets na bilheteria, sem filas. Após comprar os bilhetes nos dirigimos ao elevador panorâmico que da acesso ao primeiro nível. Durante o trajeto um guia nos contou algumas curiosidades sobre a CN Tower. A subida é rápida e proporciona uma ótima vista. No primeiro nível é possível ver Toronto em 360 graus, a vista é simplesmente incrível. O local possui cafeteria, espaços para descansar e apreciar a vista.

Para acessar o segundo nível usamos a escada. Neste andar tivemos acesso a uma área aberta com grades, é uma vista “diferente” do primeiro nível, pois a grade é inclinada. A atração principal e imperdível do segundo nível é o piso de vidro, muitas pessoas estavam com medo e não conseguiram ficar nessa área. Nos amamos, achamos a melhor parte da visita. Retornando ao piso térreo passamos por uma loja de souvenirs e uma lanchonete. A CN Tower é um passeio imperdível para quem vai a Toronto.

Próximo a CN Tower fica o Toronto Railway Museum, um museu de trens que conta com alguns artefatos e um simulador, o museu é pequeno e custa C$ 5,00 por pessoa. Na parte externa é possível ver alguns trens e locomotivas. Nessa região fica o Rogers Centre, é casa do Toronto Blue Jays uma equipe canadense de Beisebol, o estádio estava passando por algumas reformas e a nossa visita foi somente na parte externa. Foi também próxima à torre que tiramos uma foto com o letreiro do Canadá.

Ainda neste dia passeamos pelo Harbourfront, mesmo com a temperatura baixa o dia estava lindo, bem ensolarado. Inclusive, somente nesse dia pegamos temperatura positiva (com sensação térmica negativa). O Habourfront fica as margens do Lago Ontário, um local muito agradável para passear. No inicio de dezembro a pista de patinação já estava em funcionamento. Bem próximo fica o Billy Bishop Toronto City Airport, este aeroporto só recebe aeronaves de pequeno porte, a pista fica bem próximo ao lago.

Adoramos caminhar pela região de Old Toronto. Uma atração imperdível é o St. Lawrence Market que já foi eleito pelo National Geographic, como o melhor mercado do mundo. Logo na entrada fica fácil entender o por que desse titulo. Passamos horas caminhando e provando várias delicias. Não poderíamos deixar de ir até o Carousel Bakery, famoso pelo tradicional Peamel Bacon, um sanduíche com recheio de bacon canadense. Além da boa comida o St. Lawrence é muito agradável, algumas barracas possuem mesas, outras somente bancos. O primeiro andar dispõe de mesas e sanitários.

Próximo ao mercado fica o Gooderham Building, um prédio de escritórios semelhante ao Flatiron Building que fica em Nova York. Apesar do Flatiron ser mais conhecido, o Gooderham foi construído antes. Ainda em Old Toronto passamos por diversos restaurantes, cafés, galerias e também pelo Hockey Hall of Fame, este museu dedicado ao esporte mais popular no Canadá, fica na Yonge Street, essa importante via é considerada pelo Guinness Book a rua mais comprida do mundo. Passando em uma das entradas da Union Station resolvemos entrar para nos aquecer, a estação de trens é muito linda, enorme, com várias entradas e saídas. Como a temperatura estava baixa, acabamos utilizando a estação para acessar alguns pontos turísticos. 

A Nathan Phillips Square é a praça central, onde fica o famoso letreiro de Toronto. É nessa praça que funciona a pista de patinação mais movimentada da cidade. Nossa viagem foi no inicio do mês de dezembro/2018, em vários pontos da cidade podemos ver feiras natalinas, e na Nathan Phillips Square não poderia ser diferente. A praça estava decorada e tinha diversas barracas vendendo decorações e comidas típicas. A partir da praça é possível ver o Toronto Old City Hall, o prédio ganha destaque em meio aos prédios modernos. Visitamos também a Hudson´s Bay a loja de departamento mais antiga do Canadá, eles capricham nas decorações das festas de fim de ano.

Ainda na região central da cidade, visitamos o Toronto Eaton Centre. Um shopping center gigantesco, super movimentado, que conta com diversas lojas, praça de alimentação e com a maior árvore de natal do Canadá. O shopping possui uma arquitetura lindíssima, através dele tivemos acesso ao The PATH (cidade subterrânea), com as baixas temperaturas facilita muito o acesso aos demais pontos turísticos. É tudo muito prático e bem sinalizado, mas se preferir é possível baixar o aplicativo chamado “The PATH”. A partir do Eaton Centre em poucos minutos, saímos bem no coração da Yonge-Dundas Square, a “Times Square Canadense”. A praça é muito vibrante, com seus telões, lojas e restaurantes. O local também é palco de eventos comemorativos. A Yonge-Dundas Square, fica no cruzamento da Yonge Street e Dundas Street, por isso o nome.

Não poderíamos deixar de visitar a Assembléia Legislativa de Ontário, um histórico prédio que é aberto para visitação, o seu interior é belíssimo. O prédio fica localizado no Queen´s Park, o parque é grande e possui várias atrações próximas. Uma delas é a Universidade de Toronto, uma das mais prestigiadas universidades do Canadá. Os prédios e os jardins são muito bonitos, destaque para a Soldiers’ Tower, um memorial aos membros da universidade que serviram nas Guerras Mundiais. Próximo a Universidade, fica o Trinity College, seu jardim e capela merecem uma visita.

No próximo post vou compartilhar a nossa experiência em Ottawa, a capital canadense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *