Relato de Viagem: Niagara Falls

A nossa seguidora Valéria Schneidr (@valeriaschneidr) continua com o seu relato da viagem dela pelo Canadá. Para ler a primeira parte desse relato, clique aqui. Hoje: Niagara Falls

Niagara Falls é cativante, divertida e pequena, sendo assim, é possível conhecer vários pontos turísticos a pé. Caso esteja de carro, a cidade possui estacionamento na rua e conta também com estacionamentos pagos, com preços que variam entre C$ 5,00 e C$ 10,00 por um período de até 12 horas.  

A nossa visita a Niagara Falls ocorreu em dezembro de 2018, devido ao frio algumas atividades estavam fechadas, principalmente as de barco. Mas em compensação, foi possível apreciar as decorações de natal e o Winter Festival of Lights, esse festival acontece anualmente nos meses de novembro, dezembro e janeiro, a cidade fica totalmente iluminada com várias atividades, muitas delas acontecem no Queen Victoria Park. Apesar do festival ocorrer todos os dias nesse período de 03 meses, algumas atrações funcionam exclusivamente aos finais de semana. No site da cidade é possível verificar a agenda com datas e horários do festival: https://www.niagarafallstourism.com/events/winter-festival-of-lights/.

As Cataratas do Niágara certamente é a principal atração da cidade, onde você pode ficar bem próximo das quedas e vê-las de vários ângulos. Percorrendo a Niagara Parkway você verá a Rainbow Bridge, ponte que liga a Província de Ontário no Canadá com o Estado de Nova York nos Estados Unidos. Desse ponto é possível ver as quedas americanas bem de perto. Se tiver tempo atravesse a borda e vá conhecer o Niagara State Park, considerado o parque estadual mais antigo dos Estados Unidos. O acesso ao parque é gratuito e o estacionamento custa U$ 10,00. Nós o visitamos em setembro de 2017 no outono.      

Ainda na Niagara Parkway é possível ter uma vista incrível das quedas subindo a Skylon Tower, uma torre de observação que possui um restaurante giratório e no Table Rock Welcome Centre, você terá visão frontal da Horseshoe Falls, que é a parte canadense das Cataratas. E é claro, pode simplesmente caminhar pela Niagara Parkway e apreciar toda a beleza das Cataratas.

        

Recomendo a visita durante o dia e também à noite, pois são experiências diferentes e únicas. Todas as noites acontecem um espetáculo de luzes multicoloridas, tanto do lado canadense quanto do americano. Cada país faz questão de destacar as cores de suas respectivas bandeiras. Não deixe de ver as quedas iluminadas, acesse o site onde é possível verificar os horários dos shows de acordo com cada época do ano. https://www.niagaraparks.com/events/event/falls-illumination/.

           

Mas não é só de Cataratas que Niagara Falls vive, a cidade possui um centro de entretenimento bem interessante. Caminhar pela Clifton Hill é como estar em uma mini Las Vegas, uma rua divertidíssima com restaurantes, museus, cassinos, jogos, simuladores, roda gigante (Niagara Skywheel), enfim, diversão para todos os gostos e idades. No verão entra em funcionamento o Parque Aquático. Comprando o Clifton Hill Fun Pass você terá acesso a 06 atrações. Neste site é possível verificar todas elas. https://www.cliftonhill.com/niagara-falls-attractions. Ainda no centro da cidade, você vai encontrar o Planet Hollywood, Hershey´s World, Coca-cola Shop e o Hard Rock Café, inclusive foi onde comemos o melhor Poutine de toda a nossa viagem e olha que não foram poucos.

 

Saindo dessa região central também tem atrações, se a sua visita a Niagara Falls for fora do período de inverno poderá aproveitá-las. Paramos para observar o Niagara Whirlpool, que é um redemoinho natural com 38 metros de profundidade, neste local funciona a atração Whirlpool Aero Car, um teleférico que transporta os turistas sobre o Rio Niagara. Devido ao frio esta atração estava fechada, mesmo assim valeu a visita, pois deste ponto é possível ter uma vista bem ampla do Rio Niagara. O local possui um centro de visitantes, com estacionamento gratuito, banheiro e bilheteria.

           

Aproveitamos para conhecer Niagara-on-the-lake, uma charmosa cidade que fica a 30 minutos de Niagara Falls. O caminho por si só já vale o passeio, pois, passamos por diversas vinícolas e propriedades com seus parreirais. Nossa primeira parada foi no Queen´s Royal Park, este parque fica as margens do Rio Niagara, é possível ver do outro lado o Fort Niagara State Park – NY.

Depois seguimos sentido ao centro histórico da cidade, estacionamos bem próximo ao Clock Tower e caminhamos admirando as construções vitorianas. Nesta parte central existem alguns cafés, lojas de doces e padarias. Aproveitamos também para passear de carro pelos bairros residenciais.

No próximo post vou compartilhar a nossa experiência em Toronto, uma cidade incrível que mistura história e modernidade.

Valéria Schneidr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.