Tremblant Resort Ski, no Canadá

A nossa seguidora Valéria Schneidr (@valeriaschneidr) continua com o seu relato da viagem dela pelo Canadá. O relato de hoje é sobre Mont-Tremblant, na província de Quebec.

Para ler os posts anteriores do relato da viagem clique nos links abaixo:

Mont-Tremblant localiza-se na província de Quebec, tem uma população de pouco mais de 9.000 habitantes. É uma cidade pequena, porém conta com uma ótima infra-estrutura com hotéis, restaurantes, cafés e redes de fast food.

A cidade fica a 1h30 de viagem de carro saindo de Montreal e 2h00 saindo de Ottawa. Como alugamos um carro já na chegada ao Canadá, todos os nossos passeios foram realizados com ele. Caso não queria alugar um veículo, diversas cidades possuem empresas que oferecem traslado sentido a Mont-Tremblant.

Nós partimos de Ottawa e o caminho por si só já vale a visita. Passamos por cidades encantadoras com casas que pareciam ter saído de um filme. As estradas são ótimas e apesar de ter nevado no dia anterior, logo cedo tudo estava limpo e seguro.

A principal atração da cidade é o Tremblant Resort Ski, localizado na base das Montanhas Laurencianas, o complexo turístico recebe todos os anos milhares de visitantes. O vilarejo conta com cassino, hotéis, lojas, butiques, restaurantes, cafés e bistrôs, tudo isso em meio a uma arquitetura européia lindíssima.

Para quem visita Tremblant de carro, tem várias opções de estacionamento na região. Utilizamos o estacionamento do complexo, pagamos C$ 6,00 para o dia todo, a nossa visita foi no inverno durante o mês de dezembro. O preço pode variar de acordo com a estação do ano e em períodos de menor movimento é gratuito.

Eleita a melhor estação de esqui da costa leste canadense, Tremblant oferece atividades, como: Esqui, Snowboard, Tubing, Patinção no gelo, shows, festivais, entre outras. O complexo funciona durante o ano todo e as atividades variam de acordo com a época. No site oficial tem a agenda de eventos e informações sobre abertura e fechamento das pistas https://www.tremblant.ca/ .

As atividades ficam concentradas na parte alta do vilarejo, o trajeto pode ser feito a pé ou utilizando o Cabriolet, um teleférico que liga a parte baixa à parte alta. Lá de cima é possível visualizar todo o complexo, as montanhas, as pistas de esqui e o lago que estava congelado. O passeio é gratuito e se não estivesse tão frio, certamente teríamos repetido mais vezes.

Logo na saída do Cabriolet, foi possível notar um movimento maior de pessoas do que na parte baixa. No fim de semana da nossa visita ocorreu o evento 24h Tremblant, que consiste em um desafio esportivo no qual os participantes têm como objetivo arrecadar fundos, onde as doações são destinadas a fundações voltadas a causas ligadas à saúde e bem-estar das crianças.

Inspirado em Megève, Tremblant é o resort mais europeu da América do Norte. Depois de muitas brincadeiras na neve e caminhar pelas charmosas ruas, resolvemos aproveitar o clima dos “Alpes Franceses” e ir até o Au Grain de Café para saborear uma bebida quente, este bistrô oferece as mais variadas opções de doces, salgados e bebidas. Destaque para o atendimento, que assim como em todo o Canadá, foi excelente.

Como já relatei nos posts anteriores, enfrentamos temperaturas muito baixas durante a nossa viagem ao Canadá. Em Mont-Tremblant encaramos -20º graus com sensação térmica de -25º graus, apesar do dia estar bonito com sol, o vento estava geladissímo. Pausas em lojas, cafés e ao redor das lareiras foram fundamentais para nos manter aquecidos.

No próximo post vou compartilhar nossa experiência no Parc Omega, um incrível parque de safári.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.