Inglês para viagens: Como falar inglês me salvou de apuros em Londres

A Karina Faria, do Tudo Sobre Viagens (@tudosviagens) compartilhou com a gente como foi a experiência dela com o Inglês em Londres.

Saber falar inglês para viagens é um requisito fundamental para qualquer pessoa que queira conhecer o mundo.  Sabendo falar a língua inglesa, ainda que seja o básico, você consegue se virar em praticamente qualquer lugar. Afinal, o inglês é uma língua universal e está presente em praticamente tudo em nossas vidas. Seja no trabalho ou lazer o inglês faz parte do mundo globalizado em que vivemos. Assim, quem quiser fazer parte dele precisa estudar a língua. Principalmente se formos viajar ao exterior!

Na grande maioria dos museus e dos monumentos a história do local ou de uma obra de arte está contada em inglês. Imagine só você visitar um local histórico incrível e não conseguir entender o que passou ali? Ou simplesmente ver uma peça em um museu e não entender para que ela servia?

Mas não só em passeios culturais você vai se deparar com a língua inglesa. Praticamente todos os tours e passeios tem um guia que além da língua local, fala inglês.

Além disso, nós nunca sabemos ao certo o que pode acontecer em uma viagem não é mesmo? Tem certas coisas que são bem difíceis de se prever e você precisa estar preparado para lidar com essas situações. E com toda a certeza na hora do aperto, o que vai te salvar é o domínio do idioma.

Como eu passei por uma situação assim em uma viagem que fiz para Londres, hoje vou contar para vocês como saber inglês para viagens me salvou de apuros na terra da rainha. Situação essa que poderia simplesmente ter arruinado minha viagem a Londres.

Como o inglês me salvou de apuros em Londres

Era Março de 2016,  eu e meu namorado estávamos planejando nossa primeira viagem a Europa. Paris, Amsterdam e Roma eram cidades que já estavam incluídas no nosso roteiro de 15 dias.

Íamos ficar 7 dias em Paris e ainda não tínhamos decidido qual bate e volta nós faríamos. As opções em nossa mente eram as clássicas né, Giverny, castelo de Chantily, Vale do Loire e etc. Até que de repente recebemos um e-mail incrível da Vueling (companhia aérea espanhola Low cost).

A companhia estava oferecendo promoções maravilhosas de trechos na Europa por 9 euros. Vocês tem noção do que é isso gente, até uma corrida de táxi é mais cara que essas passagens.

E por sorte tinha promoção na época da nossa viagem e nos dias que estaríamos em Paris.  Tinha oferta para Itália, Edimburgo, Rússia e etc, mas pelo horário não estava valendo a pena.

Até que encontramos a passagem ideal. Paris – Londres, chegando lá às 07:30 da manhã e voltando às 21:30 da noite. Nessa hora eu pirei gente. Londres não estava na minha lista, e apesar de saber que era loucura visitar a cidade em tão pouco tempo eu não resisti e comprei as passagens por 18 euros.

Imigração em Londres

Acordamos bem cedo, de madrugada na verdade, pegamos um táxi e fomos até o aeroporto Charles de Gaulle. Em 30 minutos de voo estávamos na terra da rainha.

Ao chegarmos no aeroporto, nós estávamos apenas com uma mochila nas costas. E não era um mochilão não, era uma mochilinha simples. Bom, é claro que isso chamou a atenção da polícia e na hora que eles nos abordaram o domínio do inglês foi fundamental.

O policial estranhou muito o fato da gente ir a Londres por apenas um dia, ele não parava de dizer “Just for one day?‘. Ele perguntou quais lugares nós íamos visitar em um só dia. Eu respondi que queríamos ir no Big Ben, na abadia de Westminster, no teatro de Shakeaspeare e na torre de Londres.

Ele riu e mais uma vez disse, agora em tom de ironia “Just for one day?”

Eu tive que explicar tudo a ele, que éramos brasileiros passando férias e que achamos uma ótima promoção de passagem aérea. Ele mais uma vez riu da nossa cara, carimbou nosso passaporte e pronto, estávamos oficialmente em Londres.

Eu em Londres “Just for one day”, rs
Big Ben

Policiais em Paris

A imigração em Londres até que foi tranquila, afinal o policial era muito gente boa e divertido, o problema foi na volta para Paris.

Quando eu tava voltando eu lembro que meu namorado foi na frente carregando a minha mochila. Eu fui logo atrás  só com o porta dólar na cintura. O policial no aeroporto olhou para mim e logo me chamou “- Madame “.

Ele começou a falar em francês mas como na época o meu francês era fraco eu não estava conseguindo me comunicar, então ele disse “Do you speak english?”

Ai pronto, tudo ficou bem porque eu entendi tudo que ele falou e pude explicar toda a situação para ele. Ele pediu para ver meu passaporte e pediu para eu abrir meu porta dólar. Olha nessa hora eu agradeci aos cursos de inglês que fiz por muito tempo, porque consegui explicar a situação da promoção e disse onde eu estava hospedada em Paris. Ele queria porque queria saber onde estavam as minhas malas.

Olha foi bem difícil de fazer ele acreditar nessa história, mas eu consegui me expressar bem e ele acabou me liberando.

Um dia em Londres só deu para passar pelos principais pontos da cidade. Mas valeu muito a pena.
Tentei entrar na torre de Londres mas não deu tempo.

Porque que falar inglês foi importante?

Se nessa situação toda eu não tivesse entendido o que os policiais estavam me perguntando e não soubesse explicar essa situação fora do comum, ou provavelmente eu não teria conseguido entrar em Londres ou não entrar em Paris de novo.

Isso é claro na pior das hipóteses, porque na melhor delas eles iam me levar para uma sala onde eu teria que aguardar um policial que soubesse falar português para aí então eu ser liberada.

E olha que eles costumam deixar o turista trancado numa sala, sozinho por um bom tempo hein. Ou seja, se isso tivesse acontecido, meu passeio a Londres de um dia teria ido por água abaixo. Eu já tinha tão pouco tempo na cidade, imagina se eu tivesse te que ficar trancada numa sala para falar com um policial.

Provavelmente teria arruinado meu passeio.

E tudo só porque eu não saberia falar inglês!

Porque aprender inglês para viagens é essencial?

Eu vejo muitas pessoas por aí dizendo que já foram a vários lugares sem falar uma palavra em inglês e simplesmente se viraram. Mas se virar com o cardápio do restaurante ou com o táxi é uma coisa, outra é se virar em situações como a que eu passei.

Provavelmente uma pessoa que não falasse inglês nessa situação teria se dado muito mal como dito anteriormente.

Imagina também se você for viajar para países que a língua materna é difícil de entender, como países da ásia que estão super em alta agora, ou Grécia, Rússia, Alemanha e etc.

Para esses países ou você fala inglês ou você fala inglês, rs. Com toda a certeza é bem mais fácil que falar e entender o russo, alemão , grego e chinês, não é ?

Com o inglês você tem o mundo nas mãos e pode voar para qualquer lugar do planeta.

Anna Karina

Gostou do post? Segue a Karina lá no perfil do Tudo sobre Viagens (@tudosobreviagens). Já passou por algum perrengue em viagens por conta da língua? Conta pra gente aqui nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *